InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  LoginLogin  Registrar-seRegistrar-se  

Compartilhe | 
 

 [Review] Stan's NoTubes FR kit

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Jorgex
Ainda a ganhar coragem para subir a serra mais próxima
Ainda a ganhar coragem para subir a serra mais próxima


Mensagens : 43
Data de inscrição : 12/01/2012
Localização : Lisboa
Bike : Sushi - Canyon Nerve ESX 7.0 S

MensagemAssunto: [Review] Stan's NoTubes FR kit   Qui Jan 12, 2012 9:51 pm

鮨™: Canyon Nerve ESX 7.0 SE '08 com rodas DT Swiss E2200
Stan's NoTubes FR kit
  • ±59.90€
  • 2x Freeride Rim Strips
  • 1x Tire Sealant - Quart (32 fl oz)
  • 1x Tire Sealant Injector / Applicator (8€ à parte)
  • 1x Stan's Rim Tape 10yd x 21mm
  • 1x Sticker/decal
  • Extras:
    • Latex
    • <1% de amoníaco
    • Liquid will not burn. Dried material will burn with black smoke

"...daí ser uma solução à procura de problemas!"


Lembram-se daquele filme de 1979 onde Ash - a entidade paternal da tripulação - leva com um extintor na cabeça? Com NoTubes, a experiência é semelhante.

Desde '98 que faço btt em Portugal, mas a coisa tornou-se mais séria a partir de '00 e sempre fiel a pneus tubetype. Volta e meia tenho grandes despesas nesta área, porém, ao contrário da cultura popular, a minha maior despesa era em câmaras de ar.
Como já havia dito noutro tópico, eu comprava um pneu por 35€ e gastava outros 35€ em câmaras de ar, remendos, mucos, fitas e deslocações. Sim, deslocações pois eu moro a 2.4km da loja de bikes mais próxima de mim e as alternativas não abundam: a pé, de carro, de transportes públicos. A pé é uma perda de tempo, de carro é preciso ter um carro e de transportes o preço do bilhete da TST é um bocadinho caro pois ir e vir é preço de 1.27 câmaras de ar mais o tempo que se perde à espera do bus.

Achei que estava na altura de ir para o que se faz de melhor em termos pneumáticos: Tubeless! O chato é que o tubeless não é para todos, isto é, requer um investimento inicial bastante elevado como aros e pneus estanques, mas o principal é o conjunto pneu/aro ficar selado.
Ora, Sushi usa rodas DT Swiss E2200 e a DT defende o uso de 'flap' no aro, pois o aro UST não é mais resistente e dá mais trabalho de montar que um aro normal, além do flap ser mais barato.. Solução? Comprar um Kit tubeless ou fazer o vulgo gueto tubeless.


NoTubes na garagem:

Talvez a forma mais simples de ilustrar a montagem do tubeless da NoTubes é saber quanto tempo eu levo ir dos zero aos 40km/h com o tubeless na Sushi. Não foi fácil! Foi um record no meu BTTribo.

Go!
00:02
Aceder a um terminal de interweb e começar a pesquisar os demais líquidos e kits tubeless do mercado.

02:56
Há muita coisa e a muitos preços. Começar por ver as marcas que dão para pneus e aros largos.

3:20
Gostei da NoTubes, uma vez que Caffelatex não estava disponível. Começar por virar o site do avesso e subscrever o canal NoTubes do YouTube.

6:27
Pesquisar novamente preços, em particular, quem vende o kit FR mais barato ou se compensa comprar as peças à parte.

78:42
Está decidido! O melhor sítio é (era) o ActionSports porque apesar do elevado valor dos portes de envio, eles também têm (tinham) material da Lezyne, Topeak e Continental que me interessa.

410:21
Já chegou o material.

413:43
Foi muito difícil montar o primeiro flap. Portanto, montar e endireitar o flap de maneira uniforme, pois durante 3 horas e vinte e tal minutos pensei que tivesse comprado o kit errado.

413:58
Tinha a prática do primeiro flap...

415:10
Desisti de dar à bomba de oficina.

415:30
Acabei por ir à Repsol encher os pneus.

426:05
Esvaziei os pneus, meti o muco através da válvula schrader e consegui, à primeira tentativa, encher os pneus. Chocalhei as duas rodas e montei-as no possante cru!

426:40
E pronto, conquistei os 40km/h em asfalto em escassos segundos.... Quero dizer, conquistei o desafio em pouco mais de 17 dias.
[/url]
Finalmente! Tenho o futuro na minha mão.

[/url]
Nota: nunca fazer isto sem lubrificante - água e sabão.


Juntamente com o Kit, comprei o injector - a seringa - que torna todo o processo de remodelação de latex fácil e rápido. À vista desarmada, parece dinheiro mal dado por uma seringa de sólidos, porém, este injector trás um tubo de aquário com um adaptador que enrosca na válvula schrader e um saca picos ou saca pipos para remover o miolo da válvula, o que é muito jeitoso.

[/url]
Isto nunca me aconteceu, mas a MBR amaricanha diz que acontece...


NoTubes no mato:

Recentemente passei a usar pneus tubeless e furar é um fenómeno raro, mas tão raro que posso ilustrar a situação da seguinte forma: os planetas tinha de estar alinhados de uma certa e determinada disposição cósmica, os animais tinham de fugir como soubessem que algo de errado fosse acontecer e, caso o Spock tivesse que computar as hipóteses, diria algo do género - I've never computed them, Captain.

Como eu estava dizendo, furar é tão raro que quando tal acontece, eu não sei o fazer. Ou seja, depois do alerta sonoro - que sugere uma descompressão -, esqueço-me sempre de apontar o furo para o chão, porque apontar o furo para qualquer outra direcção só faz é espirrar algum muco como se fosse uma ventosidade ruidosa anal com estilhaços. Portanto, o constrangimento resolve-se em poucos segundos, apontado o pneu na direcção certa.

Só de pensar daquele tempo das trevas em que furava nos passeios com os amiguinhos mais prós... Era tão mau para a minha autoestima.
Parava o grupo, retirava a roda em questão, tirava o ferramental ordinário polimérico (quando todos tinham desmontas de metal incorporados na multi-ferramenta xpto importado) e substituía a reles câmara de ar.
Se acham que isto é ruim, imaginem esta desagradável situação à noite, onde os amiguinhos mais prós usam os tais desmontas de metal incorporados na multi-ferramenta xpto importada que refletem a luz, tornando a operação mais fácil...
Felizmente, estes tempos da idade média terminaram! Já estava cansado de escutar os grilos à noite: cri, cri, cri, cri. Evil or Very Mad

Vendo bem a coisa, com NoTubes, o ferramental para substituir a câmara de ar torna-se obsoleto. Poupo peso e poupo tempo! A coisa só fica preta quando acontece rasgão superior a 5mm. Nem sei como é que as pessoas fazem quando usam aqueles pneus tubeless ready, uma vez que a carcaça por dentro não tem butyl.

Se eu não soubesse que tinha NoTubes, eu nunca iria aperceber dum muco dentro dos pneus. É imperceptível, mesmo sob mudanças drásticas de inércia!
Dantes, eu sabia se estava a abusar violentamente das rodas ou não, no entanto, os snake-bites terminaram. Mais do que nunca os pneus fazem aquilo devem fazer: amortecer e garantir o contacto com as irregularidades do piso a qualquer custo.


Eu adoro os vulcanos, são muito lógicos e disciplinados. Este review nunca funcionaria com o Alf. (^_^")

Conclusão:

Eu adorei este sistema, todavia, ele tem um lado negro. Por exemplo:

  • a montagem do pneu UST é extremamente penosa.
  • caso a carcaça rasgue, tenho mesmo de remendar ou pior, meter uma câmara de ar! Acreditem, meter uma câmara de ar é mesmo o último recurso, pois implica retirar o pneu, retirar o flap, meter parte do pneu, inserir a câmara de ar, meter o outro lado do pneu e dar à bomba.
  • o latex só veda com pressões menores ou iguais a 40psi. Portanto, quem meter mais pressão para fazer uma sessão de estrada, pode esquecer a pressão extra.
  • o fabricante alerta para a eventualidade do muco evaporar num ambiente quente, ora, eu nunca verifiquei tal desaparecimento, excetuando o caso de pneumático furado.

Enfim, depois de ter cuspido no prato que comi, tenho de me render às evidências: NoTubes é algo não vital e, no entanto, para quem tenha pouco tempo ou que faça competição, este latex ajuda imenso. Aliás, tempo é dinheiro e NoTubes poupa dinheiro e dá mais tempo nos trilhos. É vantajoso para todos, daí ser uma solução à procura de problemas!

Eu recomendo Notubes, caso CaffeLatex não esteja disponível.

Eis o bom e velho esquemático:

1 - Mau
2 - Abaixo da média
3 - É bom para aquilo que é indicado
4 - Acima da média
5 - Transcende



Positivo:
  • Funciona!
  • Poupa muito dinheiro a médio/longo prazo
Negativo:
  • Elevado custo inicial


P.S. - Original de Março 23, 2011
P.S.2 - Desculpem a paginação mas não percebo nada de php.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jorgexbtt.blogspot.com/
CannoNunes
Está sempre pronto para um novo desafio
Está sempre pronto para um novo desafio


Mensagens : 342
Data de inscrição : 17/12/2009
Idade : 40
Localização : Oeiras
Bike : Cannondale Prophet

MensagemAssunto: Re: [Review] Stan's NoTubes FR kit   Qui Jan 12, 2012 10:37 pm

Boa review JorgeX.
Já uso Notubes à anos e nunca mais tive furos, mas eu tenho aros tubless, o que simplifica muito o processo de montágem do pneu. Já andei com pneus não-tublesssssss com o liquido e furos nada, nicles, zero, bola!!!!!! A camara de ar anda no Camel só pra fazer peso e qualquer dia tenho que a substituir por estar resequida com a falta de uso.
Recomendo vivamente este produto e é como dizes, o investimento inicial é caro mas a longo prazo compensa.
Bons rides... sem furos Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
jv-
O animal do AM
O animal do AM


Mensagens : 3257
Data de inscrição : 19/05/2009
Idade : 30
Localização : Lisboa / Folgosinho
Bike : Kona Coilair

MensagemAssunto: Re: [Review] Stan's NoTubes FR kit   Qui Jan 12, 2012 11:10 pm

Acho que em vez do kit é mais fácil comprar só as fitas e o líquido. fica a cerca de 35€ ao invés dos 60€

Ou então câmaras de ar de bmx e líquido, o que fica nuns 20€.
Voltar ao Topo Ir em baixo
cebola
Usa 2 pratos na pedaleira
Usa 2 pratos na pedaleira


Mensagens : 239
Data de inscrição : 23/07/2009

MensagemAssunto: Re: [Review] Stan's NoTubes FR kit   Qui Jan 12, 2012 11:44 pm

eu uso cameras 20" para fazer de fita,antes disso coloco duas voltas de fita isoladora no aro para os furos dos raios não ferirem a fita, e o liquido uso o no flat´s,na minha opinião é melhor que o no tubes e o cafe.
furos desde que uso este sistema que me lembre só tive 1 que o café não selou.
os pneus nas duas bikes uso a mesma configuração navegal 2.1 á frente,maxxis hr atrás 2.35 na fs e 2.1 na rigida,o navegal é tubless e o maxxis lust.
já usei pneus normais mas não aconselho para enduro/am,são dificeis de selar e faceis de furar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Review] Stan's NoTubes FR kit   Hoje à(s) 10:21 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Review] Stan's NoTubes FR kit
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Review] Stan's NoTubes FR kit
» # Review - Sony Action Cam HDR-AS15
» Tiger 800xc review
» Duke 125 Review!
» [REVIEW] do QQ

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
6polegadas :: Análises e testes :: Vestuário e acessórios-
Ir para: